Maestro

Alfredo Moreira Macedo

 

Maestro-AMM

Nasceu a 9 de janeiro de 1988 em Braga. Iniciou os estudos musicais aos 9 anos, na Banda Musical de Oliveira, com o seu Tio Cândido Bastos. Começou por aprender trompete, mas mais tarde, aos 11 anos, ingressou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga na Classe de Trompa do professor Joaquim Vidal, com quem estudou 3 anos.

A partir do 4º grau de Trompa, integrou a Classe do professor Nelson Braga.

Em 2011, terminou a Licenciatura de Música, na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto, variante de Trompa, sob a orientação dos professores Abel Pereira e Bohdan Sebestik, de momento encontra-se a estagiar e a terminar o Mestrado em ensino de Música na Universidade do Minho.  

Ao longo do seu percurso musical frequentou diversos cursos e master classes de aperfeiçoamento de Trompa com trompistas como, J. Bernardo Silva, Abel Pereira, Jonathan Luxton, Hélder Vales, Javier Bonet, Froydis Ree Wekre, Bruno Rafael

Trabalhou também em master classes e cursos de aperfeiçoamento de metais com professores como: Jonh Aigi, Vítor Faria, Zeferino Pinto, António Silva, Fernando Ribeiro, Valdemar Pinto, Kevin Wauldron e Sérgio Carolino.

Como professores de música de câmara, teve a oportunidade de trabalhar com professores como, Nuno Pinto e Hugues Kestman.

Em Orquestra, frequentou, o I Estágio da Orquestra Juvenil “Barcelos 2005”, estágio da Orquestra de sopros em Vila Real, V estágio da Orquestra de Jovens dos Conservatórios Oficiais de Música – OJ.COM, em Braga, onde fui chefe de naipe, VI Estágio da Orquestra de Jovens dos Conservatórios Oficiais de Música – OJ.COM, em Ponta Delgada, 1º Estágio Banda Sinfónica Sá de Miranda, em Amares, II Encontro Ibérico Americano de Música, integrando a Orquestra de Sopros e 1º Encontro Nacional de Jovens Músicos ENJM.

Em 2003 obteve uma menção Honrosa no 1º Nível do I Concurso de Composição, realizado no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga e em 2006/2007 ficou colocado em 3º lugar nas provas realizadas no CMCGB, para tocar a solo com a Orquestra do Norte

Trabalhou como trompista com maestros como, Alberto Bastos, Barbara Franck, Francisco Ferreira, Hugo Ribeiro, Pedro Neves, Vítor Matos, Eugénio Amorim, Yuri Nasushkin, Harry Lyth, Rui Massena, Florin Totan, António Baptista, António Saiote, Pio Salotto, Gil Magalhães, José Ricardo, Martin André, José Maria Moreno, Tiago Correia, entre outros.

Participou em vários Musicais e Óperas, ao longo do seu percurso musical os quais se destacam; “The Sound of Music”, “Soap Opera” (um espetáculo musical a partir de “A Night At The Opera” e “A Day At The Races dos Queen”), “A Little Night Music”, “West Side Story” , “A Sina de Carmen” e “Les Miserables”.

De salientar que em julho 2008 participou numa tournée em Itália, com a Orquestra Momentum Perpetuum, onde fez concertos em Florença, Perugia, Montecatini e Ilha de Ischia.

Trabalha frequentemente com a Orquestra de Câmara de Braga, fez parte da Orquestra Momentum Perpetuum e foi membro dos “Sopros do Zeca”.

Durante a sua licenciatura na ESMAE, frequentou a disciplina opcional de direção coral e orquestral com a professora Barbara Frank.

De salientar que em julho 2008 participou numa tournée em Itália, com a Orquestra Momentum Perpetuum, onde fez concertos em Florença, Perugia, Montecatini e Ilha de Ischia.

Foi professor de trompa e música de câmara no Conservatório de música Calouste Gulbenkian de Braga de 2011 a 2018, foi professor de trompa e orquestra na Academia de Música Fernando Matos (Guimarães) desde sua existência até janeiro de 2019. Atualmente, leciona trompa na Escola de Música Masof em Barcelos, é professor de trompa e Orquestra Escola de Música da Banda Musical de Oliveira, professor de trompa na AECA em Amares.

Desde 2015 é responsável artístico do grupo TheClassic,

Desde outubro de 2017 é Diretor Pedagógico da Escola de Música da Banda Musical de Oliveira e desde 2014 é o responsável musical do grupo “Sons de Barro”, que consiste num grupo constituído com instrumentos feitos de barro.